cadastre-se entrar

Uma confirmação de registro será enviada para você por email.


Perdeu a senha?

Dinara Kasko – A revolução da confeitaria europeia


Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko-01

Seus produtos se disseminaram. As fotos desses produtos viralizaram. A beleza hipnótica deles tomou conta do Instagram e do YouTube. E poucos sabiam quem era o nome por trás de um dos fenômenos da nova gastronomia europeia. Ela é Dinara Kasko, não uma confeiteira, mas uma arquiteta e fotógrafa ucraniana apaixonada por doces. Graças às técnicas que desenvolveu em seus projetos, foi içada, aos 23 anos, ao estrelado da culinária moderna, com um detalhe curioso –, ela não vende um único de seus produtos. O porquê desse fenômeno e seus processos de criação, que envolvem desde a plotagem de seus projetos até as máster-classes que passou a dar em toda a Europa foram tema da entrevista exclusiva que concedeu à Eatin’Out.

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-07c

Onde fica seu ateliê?
Não tenho ateliê ou estúdio. Trabalho em casa, na cidade de Kharkov, em uma cozinha que adaptei para o meu trabalho, que envolve luzes e equipamento para a plotagem dos projetos que faço na tela. Mas estou com planos de adaptar o espaço para um maquinário mais profissional e mais artístico para o desenvolvimento de minhas experiências.

Quantas pessoas integram sua equipe?
As pessoas não acreditam, mas todo o trabalho é desenvolvido pelo meu marido e eu. Juntos, temos ideias, discutimos o produto, desenhamos os esquemas e fazemos a impressão dos moldes em 3D. No plano prático, eu mesmo realizo as receitas, e o meu marido se ocupa da parte das fotos e dos vídeos que estão na rede. Equipamentos como o Thermomix e a impressora de 3D Ultimaker fazem muito do trabalho.

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-01b

Como se deu o link entre a arquitetura e a gastronomia?
A confeitaria era um hobby para mim. Trabalhava em um escritório de arquitetura, mas não tenho mais tempo para isso. Talvez, no futuro, venha a trabalhar normalmente nessa esfera, pois sou apaixonada pela minha profissão.

Quais os seus ingredientes favoritos?
Um dos meus sabores preferidos é o maracujá. Adoro a combinação que proporciona, do efeito ácido pra criações em torno do tema acridoce. Mas gosto também do chocolate amargo, das frutas vermelhas e do caramelo. Em resumo, me aproveito de uma série de combinações diferentes e das diferentes texturas que contribuem tanto para o meu trabalho.

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-02b-(2)

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-03b

Como se dá a sua rotina de cursos?
Agora que optei por esse ramo da culinária, tenho muito mais chance de desenvolver meus produtos. Mas todos os dias, tenho pedidos de entrevistas e convites para seminários e máster-classes sobre as minhas técnicas. A rotina é vibrante pois, ao mesmo tempo em que posso criar novos horizontes de paladar, viajo muito e encontro novas pessoas. Acabo de voltar da China e, nesse ano, já estou de viagem marcada para Bélgica, Romênia, Tailândia, Indonésia, França e Espanha. E espero conseguir ir ao Brasil, um dia.

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-08

Já esteve em contato com grandes nomes da confeitaria europeia?
Seria uma grande honra para mim, entrar em contato com chefs como o francês Pierre Hermé e o catalão Oriol Balaguer. Mas, por outro lado, tenho conhecido inúmeros grandes chefs pessoalmente e muitos confeiteiros jovens que, tenho certeza, estarão em breve entre os nomes do momento.

Em um mundo tão doce, como consegue manter a forma?
Disciplina. Nunca me permito comer além do necessário. Além disso, por incrível que pareça, quanto mais eu trabalho em gastronomia, menos como. A carga de trabalho não me dá tempo para comer a ponto de perder a forma.

Eat34---Tendencia---Confeitaria---Dinara-Kasko---Creations-Culinaires-09

 

Pedro Mello e Souza

Tags:

Deixe seu comentário

publicidade