cadastre-se entrar

Connect with Facebook

Uma confirmação de registro será enviada para você por email.


Connect with Facebook

Perdeu a senha?

Café e saúde


Por Camila Farani, especial para Eatin’Out

Cafe

Ferro, potássio, magnésio, zinco… não estamos nos referindo aos componentes de um dos diversos complementos alimentares, disponíveis nas farmácias. Estamos falando, na verdade, de uma simples xícara de café. Esses e outros elementos contribuem para a derrubada da antiga mística de que o café não fazia bem. Pelo contrário, alguns médicos chegam a indicar até quatro xícaras por dia para que as pessoas se beneficiem de seus princípios. Alguns elementos em voga, como os antioxidantes integram os mais de mil elementos que formam o complexo nutricional do café, que já fazem parte de uma série de pesquisas que avaliam a atuação da substância na prevenção do diabetes, dos tipos de câncer que afetam o fígado e o cólon e doenças neurovegetativas, incluindo o mal de Parkinson. Mas a grande indicação do café é também uma das origens de seu sucesso: o estímulo do cérebro. Nos primeiros tempos da bebida, era usada como tônico na vigília dos religiosos da região do Iêmen, bem próximo de uma das escalas mais gratas da história antiga do café, a cidade de Mocha. Nos tempos modernos, o café tornou-se mais do que um breve contra o cansaço: constitui-se hoje em um impulsor da memória e de sensações que tanto têm a ver com a personalidade do brasileiro, o bom humor.

Deixe seu comentário

publicidade